segunda-feira, 13 de junho de 2011

Vanilla&Cherry em...

Entrevista

Olá babys... Hoje, trago uma novidade para vocês, leitoras: uma entrevista! E o melhor de tudo é que é com uma pessoa que entende o mundo da moda, uma designer.
A entrevistada de hoje se chama Christiane Reiter Bueno (sim, a mesma que trará fotos para a gente do evento SFW, onde está a trabalho), trabalha como desginer desde 2006, mas atua na àrea têxtil há 16 anos.
A entrevista foi super legal, aprendi várias coisas, e sei que para quem quer entrar no mundo da moda, vai ajudar bastante!


1- Como começou a sua história no mundo da moda?

 Desde muito jovem. Porque eu era bem criança quando já costurava roupa para minhas Barbie’s. Eu fazia roupas pra mim com 9 anos! As roupas eram horríveis, mas minha mãe deixava eu usar para sair, mas meu pai brigava com ela, dizendo que era horrível e vergonhoso, mas ela deixava eu usar... eu tenho a opinião de que a pessoa nasce com o dom, e eu tenho certeza que nasci, porque desde criança já desenhava e costurava.

2- Em que você se inspira para suas criações?

ainda, infelizmente, nós temos que acompanhar sim, o calendário de desfiles internacionais, mas logicamente voltado com a visão comercial para o Brasil, Tanto é que nós temos nossa cultura. Porque não adianta lá fora estar super em alta o cinza, mas o público brasileiro, dependendo da região, não aceita o cinza. Não adianta eu botar em toda a coleção essa cor, porque eu sei que meu público não aceita, mas vou colocar uma “pitada”. Mas, além disso, tu sente o que o público quer, você observa as pessoas. A partir disso, você acaba criando uma coleção para o que as pessoas querem no momento, e isso muda muito rápido, já que as informações chegam muito rápidas, e as pessoas mudam nessa velocidade.

3- O que te levou a seguir a carreira de estilista?

como já disse antes, eu amo a área que eu trabalho, a área têxtil. Já fui costureira, já fui modelista, todas as profissões eu amei, muito. Até hoje ainda costuro, porque gosto de pegar no tecido, de sentir a forma, de cortar ele, isso é essencial. Porém, a área de moda tem muitas vertentes, você pode ser um consultor, você pode ser um jornalista de moda, um personal stilyst, mas no meio de tudo isso, sempre tem algo que você faz melhor. Tem que dar o melhor de si. Eu amo todo o processo de produto, desde a pesquisa de mercado, até a concepção da peça costurada. E eu escolhi ser estilista.

4- Como você escolhe o tema de uma coleção?

O que chamamos de tendência, como já diz, é algo que tende a acontecer, portanto eu escolho o tema de acordo com o que o mercado pede.

5- Quanto tempo leva entre processo criativo e produção, para fazer uma coleção?
 
Em média, 3 meses. E isso, estou me referindo, desde analise de lançamentos das coleções internacionais, recebimento de coleção de fornecedores, seleção de matéria prima, elaboração de cartel de cores, até a concepção do produto.

6- Você tem medo de ousar em suas criações?

Toda a coleção tem uma porcentagem de produtos comerciais, e de produtos conceituais que são em menor quantidade. Nos produtos conceituais, sim, eu ouso. Coloco todo o significado da coleção, para ficar algo escandalosamente visível paras o público sentir a mensagem. E nos demais produtos, que chamamos comerciais, colocamos uma pequena pitada de ousadia.

7- A moda para você trata apenas da aparência das pessoas ou tem algo a mais nisso?

Muito mais. A moda é histórica, a moda é uma palavra aparentemente fútil para algo tão importante. Se você analisar todos os acontecimentos históricos ate hoje, a moda foi profundamente afetada por cada um deles. Para um designer, visualizar uma indumentária, e dizer o que aconteceu em determinada época é muito fácil, porque você vai sentir na maneira da pessoa se vestir o que estava acontecendo em determinado momento da história social da humanidade.

8- Qual a sua opinião sobre os padrões de beleza atuais?

É complicado... chegamos a um limite estético sobre-real. As pessoas “desejadas” na realidade não são o que aparece na imagem, e isso dificulta tudo. É lógico que na passarela é necessário um corpo esguio, porém o exagero está deturpando demais esse conceito. A dificuldade par a mulher é ainda pior. Porém, acredito fielmente, que um dia ainda chegaremos a um equilíbrio. A mulher é um ser belo, belo demais, para adoecer simplesmente em nome de estética.

9- Qual seria a sua dica para as leitoras do blog que tem o sonho de seguir a carreira de estilista?
Na verdade, depende muito até onde você coloca o seu sonho como prioridade na vida. Por exemplo, na realidade, eu sou uma designer, mas no mercado de trabalho atual, ainda somos chamados de estilistas, erroneamente. Como já disse antes, área de moda é muito ampla, mas pra quem tem realmente esse sonho, primeiro eu digo sinta se você tem o dom. Se você perceber que tem, vai acontecer naturalmente.

É isso queridas, espero que tenham gostado da entrevista, que tenha ajudado vocês a entender um poucomais sobre isso, e que vocês tenham tirado todas as suas dúvidas, mas se ainda assim você ficou com alguma, mande ela para: jessi_bueno10@hotmail.com que responderemos concerteza!
Gostaria de agradecer muito a Christiane por ter tirado um pouco de tempo para a nossa entrevista, que eu achei que ficou show!

Gostou ou tem alguma dica? Mande um comentário!


Beijos,
Jéssica

3 comentários:

Miss Penélope disse...

Ooi amei o blog já tô seguindo, segue de volta? http://misspenelope-teen.blogspot.com
Ah e pega meu banner que eu pego o seu =D

Aline disse...

Adoreeeeeei a entrevista... Dou formada em design de moda e compartilho essa paixão...
Sei bem como é...

Eu fiquei com uma dúvida sim... Posso mandar meu currículo?

AHuahuaHuahu

Brincadeirinha Jéssica

Adorei que me seguiu , obrigada e desculpe a demora em responder
Agora te sigo também e vou voltar mais vezes

www.ofabulosovestir.blogspot.com

Christiane disse...

Olá!
Adorei ser entrevistada, e colaborar com o engrandecimento do blog!
Espero ter ajudado a muitas meninas que sonham em dedicar-se profissionalmente na área...mas não basta sonhar, ok!!
Beijos
Christiane R. Bueno
Designer de Moda